IPCtba
   

Demonstrando amor

Em nossa jornada para ir além do esperado, começamos pelo mais elevado, pelo mais sublime, pelo mais almejado, o amor. 

Amor, atributo divino, que identifica o Altíssimo de uma maneira inequívoca, daí, o Apóstolo declarar: "Deus é amor" (I João 4.8). Deus não se resume ao amor, não se limita a esta característica, inibindo tudo o mais que apresenta o seu Ser; mas de tal maneira o amor se apresenta no ser divino, que é impossível não pensar em Deus ao refletir a respeito do amor. 

Origem. É comum afirmar que o amor começa no coração, se ele não estiver dentro de nós, não será possível expressá-lo em gestos e atitudes, em palavras e ações. O amor precisa ter raízes profundas, que só podem encontrar terreno no âmago do ser, sob pena de mostrarmos apenas uma dissimulação do verdadeiro amor. 

Esta maneira de pensar não está incorreta e, de fato, coloca o amor no seu devido ambiente, que é a sede de nossa vida, o nosso coração. Isto é correto, mas incompleto, pois, simplesmente nos informa onde amor deve se instalar, para onde ele deve se dirigir, mas nada diz acerca de onde ele vem, de onde ele procede. 

"O amor procede de Deus" (I João 4.7). Nesta assertiva encontramos o fundamento, a base e a certeza da origem do amor, ele vem de Deus. O amor penetra nossas almas, sedia-se em nosso coração, ocupa nossa mente, mas procede de Deus. 

Procedência é algo que sempre nos interessa concernente a alguma coisa que adquirimos. Comprar um veículo usado faz muita diferença se sabemos de quem efetivamente estamos comprando; o antigo dono era zeloso, fazia as revisões previstas, era um motorista cuidadoso, tudo isto pode ajudar na decisão de comprar. Quanto mais em se tratando do verdadeiro amor, que procede de Deus; o Senhor é a garantia. 

O termo "amor" passou a ter conotações diversas, algumas delas mesmo parecem desembocar em realidades que são opostas ao amor. Há não muito tempo, o advogado de defesa de um marido que havia assassinado a esposa, alegou que ele "matara por amor", contrariando a natureza essencial do amor, que é capaz de morrer por amor, mas, jamais, matar por amor. 

A língua grega nos é mais favorável para compreender a origem do amor, quando se vale de termos distintos para explicitar realidades diferentes. O respeitoso tratamento que devemos ter de cordialidade uns para com os outros é marcado pela palavra "filía", que traz a ideia de um amor fraternal. Já, a palavra "éros", de onde "erótico", revela o amor físico, demonstrado na vida conjugal entre um homem e uma mulher verdadeiramente comprometidos em aliança matrimonial. 

Mas é um terceiro termo, na língua grega, que nos assiste a compreender a profundidade do amor, que é a palavra "ágape". Este é o amor de Deus, que vai muito além do sentido das demais expressões de amor. É amor marcado pela doação integral, pela entrega total, pela inteira disponibilidade. Amor que é capaz de morrer por outrem. Amor que não pergunta "que vantagem eu terei", mas, sim, "que vantagem eu oferecerei"

Desafio. Ao obter clareza a respeito da origem do amor que estamos tratando, fica-nos claro o elevado grau de nossa responsabilidade. Não estamos lidando com o amor cantado em verso e prosa, romanceado, emocional, que produz sensações, estamos, sim, diante de uma enorme demanda que envolver nosso ser por inteiro, corpo e alma, mente e coração, o falar e o agir, todas as instâncias da vida. 

O padrão é alto mesmo, e João não deixou por menos, quando afirmou: "Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós também amar uns aos outros" (I João 4.11). Começamos pelo mais elevado, mas bem sabemos que ainda estamos aqui embaixo, a subida é o nosso desafio. No entanto, está bem claro, aonde devemos chegar. 



Rev. Juarez Marcondes Filho


Localização

R. Comendador Araújo, 343
80420-000 - Curitiba-PR

Contato

  +55 (41) 3224-0302
Gabinete Pastoral: das 9h às 17h
Secretaria da igreja: das 7h às 19h

Domingos

Culto às 9h no Templo
Escola Dominical às 10h
Culto às 11h no Espaço de Adoração
Culto às 19h no Templo

Acesse também

Oxigênio Evangelismo e Arte
Rábio IPB Rádio IPB
De coração a coração De Coração a Coração
ACP Associação Comunitária
Presbiteriana

Revista Identidade Cristã

Revista Identidade Cristã