IPCtba
   

Discipulado pleno

“Jesus inaugurou o Reino de Deus entre os homens, reuniu multidões, curou enfermos, abençoou infantes, confrontou poderes políticos e religiosos e, por fim, deixou-nos um grande comissionamento, o de fazer discípulos. 

Ao longo de seu ministério terreal, Jesus esmerou-se neste objetivo; não foram somente os 12 que receberam a instrução discipular; em certa ocasião, Jesus enviou 70 discípulos (Lucas 10.1-12), o que atesta que havia um segmento maior que o acompanhava; em meio aos milhares de milhares que iam com ele em suas jornadas, com certeza, havia algumas centenas que poderiam ser chamados verdadeiramente de discípulos, pelo compromisso que demonstravam. 

No entanto, foi aos que foram chamados de "apóstolos" (Lucas 6.13) que Jesus determinou a continuidade do discipulado. Os termos usados pelo Mestre não deixam dúvida de tratar-se de um ordenamento imutável e impostergável. Não é uma alternativa na vida cristã, nem algo que se possa passar para outra geração, é ordem e é conosco. Na língua grega, "fazei discípulos" é uma única palavra, "mathetai", que está no modo imperativo. Portanto, é um  mandamento deixado à Igreja. 

Em Mateus 28.18-20, observamos que o discipulado deve ser exercido em plenitude, cobrindo integralmente o propósito de Cristo, tendo igualmente a totalidade da sua provisão. Vejamos: 

Abrangência Total"Fazei discípulos de todas as nações" (v. 19). O ministério de Cristo se estendeu por toda a Palestina, incluindo os territórios da Galiléia, Samaria e Judéia; o Mestre também fez incursões pelas regiões mais ao norte. Tais jornadas serviram de amostragem do que era necessário fazer para tornar o Reino de Deus conhecido. Com a morte, ressurreição e ascenção de Cristo, era chegado o tempo de avançar para além de tais fronteiras, chegando aos "confins da terra" (Atos 1.8). 

Hoje, quando meditamos na expressão "todas as nações", temos nosso horizonte bastante alargado, pois não medimos seu significado apenas em termos geográficos, mas também, em termos de línguas, culturas, costumes, interesses afins, redimensionando nosso conceito de "nação"

Nenhum segmento está fora do círculo de abrangência do discipulado, como se pudessemos fazer uma seleção a nosso bel prazer, escolhendo grupo "a" e preterindo grupo "b"

Aprendizado Integral"Ensinando-as a guardar todas as coisas que vos tenho ensinado" (v. 20). Saímos do grupo-alvo para o conteúdo a ser ministrado no discipulado. Alguns livros e apostilas estão no mercado literário oferecendo métodos de discipulado; são materiais úteis para a ministração individual ou de classe, cumprem bem o papel a que se propõem. 

No entanto, o conteúdo do discipulado não pode ser confundido com um doutrinamento elementar (Hebreus 6.1), que visa a dar as primeiras instruções ao crente recém-nascido. 

O discipulado acompanha o crente a vida toda, pois, cada meditação na Palavra de Deus concorre para nosso aprimoramento nas coisas que Jesus ensinou. Quando pensamos que já sabemos tanto, descobrimos que ainda há muito mais para saber. 

Companhia Perenal"Estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos" (v. 20). O discipulado não é uma tarefa que exercemos isoladamente; o fazemos no contexto da Igreja, mas principalmente, discipulamos tendo a melhor das companhias, a do próprio Mestre. 

Autoridade Final"Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra" (v. 18). O discipulado é uma obra de poder, mas não de poder humano e terreal; tudo é feito na autoridade e no poder de Cristo, cuja soberania é cabal e indiscutível. Não discipulamos pautados pelas estratégias seculares, mas na força e no poder de Cristo, nosso Senhor e Salvador. 

Para refletir: 1. Fazer discípulos, mandamento ou opção? 2. Qual a abrangência do discipulado? 3. Quais os instrumentos de que dispomos para fazer discípulos? 4. O que nos tem retardado no cumprimento desta missão? 


Rev. Juarez Marcondes Filho


Localização

R. Comendador Araújo, 343
80420-000 - Curitiba-PR

Contato

  +55 (41) 3224-0302
Gabinete Pastoral: das 9h às 17h
Secretaria da igreja: das 7h às 19h

Domingos

Culto às 9h no Templo
Escola Dominical às 10h
Culto às 11h no Espaço de Adoração
Culto às 19h no Espaço de Adoração

Acesse também

Oxigênio Evangelismo e Arte
Rábio IPB Rádio IPB
De coração a coração De Coração a Coração
ACP Associação Comunitária
Presbiteriana

Revista Identidade Cristã

Revista Identidade Cristã