IPCtba
   

Confirmando o discurso pela vida

Reza o ditado: "falar é fácil, difícil é fazer". Somos uma civilização oral, acostumada a discursar. O discurso pode ser muito elaborado ou bastante simples, mas não passa de um discurso. Podemos nos valer de frases pomposas, de palavras não muito usuais, de uma erudição refinada, ou apenas da linguagem coloquial, no final, sempre é um discurso que nossos lábios pronunciam. A questão é transportar o discurso para o fazer, superar a etapa da mera linguagem para os efeitos práticos daquilo a que nos propomos. 

Em dado momento de seu ministério, Cristo se pronunciou nos seguintes termos: "Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus" (Mateus 7.21). Dirigindo-se à multidão que ouvia atentamente suas palavras, o Mestre tocou num tema muito delicado, a questão dos "falsos profetas", gente que dava a aparência de compromisso com Deus, mas que não passava de lobos vestidos de ovelhas (Mateus 7.18). Tinham um discurso encantador, suas palavras eram bem colocadas, no entanto, o fruto do seu trabalho revelava que eles não eram profetas autênticos e, sim, falsos profetas. 

Cristo não se deixou enganar pelo modo honroso com que era tratado por eles ("Senhor, Senhor!"), pois o Mestre sabia discernir a forma do conteúdo. Consoante aquela, seu discurso era imbatível, já no que tange a este eles se manifestavam completamente dissimulados. Daí, Cristo ter sido tão peremptório: "não entrarão no reino dos céus"

Quando o sucessor de Moisés conclamou o povo de Deus a revelar uma postura de integridade e fidelidade para com o Senhor, ouviu como resposta o seguinte: "Longe de nós o abandonarmos o Senhor para servir a outros deuses" (Josué 24.14). Era justamente o que Josué esperava ouvir como resposta ao seu apelo, uma posição firme de Israel para com o Senhor, sem tergiversar para qualquer outro empreendimento. 

Neste mesmo diapasão, o povo prossegue em seu discurso, rememorando os feitos salvíficos do Senhor, que são a garantia de sua promessa, encerrando a resposta com uma notável disposição: "Nós serviremos ao Senhor, pois ele é o nosso Deus" (Josué 24.18). 

Diante desta expressiva dedicação, coube a Josué advertir a respeito de uma eventual recaída, de um retorno à idolatria, o que traria sobre todos o extremado zelo do Senhor, que não perdoaria tamanha transgressão. Ao que o povo reiterou seu compromisso: "Não; antes, serviremos ao Senhor" (Josué 24.21). 

Isto posto, restou a Josué lembrar o peso desta decisão ("sois testemunhas contra vós mesmos de que escolhestes o Senhor para o servir"). E o povo apenas concordou: "Nós o somos" (Josué 24.22). 

Em termos de discurso, não há que se fazer q    ualquer reparo, tudo se achava muito bem afinado e aliado ao aspecto solene do momento, afinal, era a renovação da aliança que estava sendo firmada. No entanto, no momento de colocar em prática o que ficou acordado, o povo de Deus reiteradas vezes agiu de maneira contrária ao que havia se devotado, demonstrando um agir completamente díspare do discurso uma vez pronunciado. 

Ao visitar este episódio do passado, corremos o risco de não levar em consideração que ele se repete em nossos dias também. O povo de Deus, que no Antigo Testamento se chamava Israel, e no Novo, se chama Igreja, representa a todos nós que, infelizmente, inúmeras vezes mostramos um belo discurso que, no entanto, não se consubstacia numa prática de vida. 

Uma vez que escolhemos servir ao Senhor, chamamos a nós a responsabilidade de fazê-lo independente das circustâncias, vivendo o Evangelho em sua plenitude, sejam quaisquer forem as circunstâncias em redor. A proclamação do Evangelho pelos nossos lábios é confirmada pela nossa vida no altar de Deus. 

  Rev. Juarez Marcondes Filho


Localização

R. Comendador Araújo, 343
80420-000 - Curitiba-PR

Contato

  +55 (41) 3224-0302
Gabinete Pastoral: das 9h às 17h
Secretaria da igreja: das 7h às 19h

Domingos

Culto às 9h no Templo
Escola Dominical às 10h
Culto às 11h no Espaço de Adoração
Culto às 19h no Templo

Acesse também

Oxigênio Evangelismo e Arte
Rábio IPB Rádio IPB
De coração a coração De Coração a Coração
ACP Associação Comunitária
Presbiteriana

Revista Identidade Cristã

Revista Identidade Cristã